Publicidade

Notícia

30/01/2013

Morre em Santo Augusto Nerci Liberato da Conceição, símbolo do tradicionalismo


Nerci Liberato da Conceição faleceu aos 88 anos em Santo Augusto.
    

 

Santo Augusto perde nessa quarta-feira, dia 30 de janeiro, o símbolo do tradicionalismo no municipio. Nerci Liberato da Conceição, faleceu aos 88 anos, no Hospital Bom Pastor em Santo Augusto por volta das 11:40 min. As últimas homenagens estão sendo prestadas no CTG Pompílio Silva, e o sepultamento acontecerá amanhã por volta das 10 horas no Cemitério João XXIII.  

Biografia:

Nerci Liberato da Conceição nasceu no dia 20 de fevereiro de 1925, na linha 20, município de Ijuí, território de Ijuí, nascia NERCI LIBERATO DA CONCEIÇÃO, como estrela da bandeira deste estado do Rio Grande do Sul, filho de Antonio Liberato da Conceição e de Gioconda Barcelos da Conceição e, depois, passou a dividir a vida com outros três irmãos, Valdemar, Valdoir e Novembrino.

         Após o seu nascimento seus pais o trouxeram a viver em Santo Augusto. A exemplo de seus pais, desde criança, se dedicou às lides de gado, cavalos, trabalho de açougueiro, criando, roça, plantação em Santo Augusto.

Em Santo Augustofez um grande círculo de amizade, austeridade, admiração e trabalho e é onde viveu até o final da sua vida com amigos, recordações das lidas campeiras, dos rodeios, das festas tradicionalistas, das revoluções, dos fandangos, de guri, das proezas de outros tempos e das velhas lembranças das façanhas do passado.

Passou sua infância e adolescência juntamente com seus irmãos, pais, avós por todas as agruras da vida. Quantas vezes mãos sangrando pelas cercas do arame farpado, pelos tiros de laço, pelas cavalgadas, pelos arrozais.

Um dia, pelas mangueiras da vida, pelos fandangos, pelos rodeios, pelas cavalgadas, o gaudério recebe, como todo vivente sua eterna companheira. Bom cavalo, pilcha feita no rigor, encontrou em um desses fandangos sua eterna companheira. A guerreira, a lutadora, a gaúcha, a destemida, a mãe amorosa, a avó dedicada, protetora, a acompanhante das prendas pelos Saraus em toda a região, apareceu Soeli Elvira Andrighetto, com quem tiveram os filhos Bento, Beatriz, Ione, Luiza, Rosane e Antonio Luiz, hoje morando, em sua maioria no estado de Goiás.

Seu Nerci, através dos anos, teve atividades importantes dentro da comunidade. Por muitos anos exerceu a função de Patrão do CTG Pompilio Silva. Por longos anos foi presidente das festas campeiras do CTG. Foi Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santo Augusto. Em 28 de abril de 1985, foi eleito, por méritos, Patrono da 20ª Região Tradicionalista. Participou dos Rodeios Crioulos desde quando este ainda era feito na Fazenda Tapera do agropecuarista Carlos Rivaci Sperotto.

Com o tempo, os tradicionalistas adquiriram uma gleba de terras de 26,5 hectares. Nessa área foi definitivamente instalada a atual Estância de Rodeios que leva o nome de NERCI LIBERATO em função do seu trabalho dentro desta obra. E ali, seu Nerci, facão, adaga e companheiros de fé, gauchada destemida foram construindo um dos mais lindos parques de rodeios do Estado. É ali onde os pássaros, nas madrugadas, despertam a natureza. Nada mais lindo, nada mais terno, nada mais digno.

Sua família, que ao longo dos anos, sempre quiseram levá-lo para outras querências, mas nunca abriu mão do cheiro desta terra, deste minuano, deste inverno, deste verde mate, das coxilhas, das cercas de pedra e da história maravilhosa que ajudou construir com tanto suor e tanto carinho.

 

 

Fonte: CTG Pompílio Silva

Por: Bruna Corrêa

 

 

 

 

 

 

Newsletter Querência

Cadastre-se aqui e receba boletins diários da rádio querencia em seu e-mail
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.Formato inválido.

Aniversariantes do Mês

/ Contador de Visitas
Hoje: 2372
Desde 09/09/2009: 6.549.893