Notícias


13/08/2015 - 14:04:39

Réus do Caso Bernardo Boldrini serão julgados pelo Tribunal do Júri




Os réus Leandro Boldrini (pai do menino), Graciele Ugulini (madrasta) e Edelvânia e Evandro Wirganovicz, acusados de matar e ocultar o cádaver do menino Bernardo Boldrini, serão julgados pelo Tribunal do Júri. A decisão, publicada nesta quinta-feira (13), é do juiz Marcos Luis Agostini.

Na sentença, o magistrado considera que "há prova da materialidade" e "indícios suficientes de autoria" em relação aos quatro réus.
Diante disso, os jurados decidirão se os acusados são culpados ou inocentes dos crimes de homicídio quadruplamente qualificado (Leandro e Graciele), triplamente qualificado (Edelvânia) e duplamente qualificado (Evandro), ocultação de cadáver e falsidade ideológica (Leandro), conforme denúncia do Ministério Público (MP). Cabe recurso da decisão.

Caso Bernardo
Bernando Uglione Boldrini, 11 anos, foi encontrado morto no dia 14 de abril, após dez dias desaparecido. O corpo do jovem estava em um matagal, enterrado dentro de um saco, na localidade de Linha São Francisco, em Frederico Westphalen. O menino morava com o pai, o médico-cirurgião Leandro Boldrini, a madrasta, Graciele Ugulini, e uma meia-irmã, de 1 ano, no município de Três Passos.

O pai, a madrasta e uma amiga dela, Edelvânia Wirganovicz, respondem na Justiça por homicídio quadruplamente qualificado (motivos torpe e fútil, emprego de veneno e recurso que dificultou a defesa da vítima) e ocultação de cadáver. O irmão de Edelvânia, Evandro, também responde por ocultação de cadáver. O pai de Bernardo ainda é acusado por falsidade ideológica.

Fonte: RD Gaúcha
Foto: Arquivo RQ
Postado por Fernando Almeida

Mais Notícias

Enquete ver parcial

Você acha que Lula deve ser preso?

E-mail: [email protected]

Fone: (55) 3781-1255

Endereço: Pe. Roque Gonzáles, 08, Centro

Santo Augusto | RS | Brasil | 98590-000