Notícias


24/10/2017 - 07:34:39
Postado por: ED Júnior

Professores em greve bloqueiam acesso às Coordenadorias Regionais de Educação




Os professores da rede estadual de ensino em greve realizaram protestos, ao longo de segunda-feira (23), simultaneamente, em frente às Coordenadores Regionais de Educação (CREs). O movimento, em repúdio à proposta do governo estadual, que prevê o remanejamento de alunos para escolas que não estão com as atividades paralisadas, realizou bloqueios em 21 das 30 CREs, incluindo a 21ª CRE, sediada em Três Passos.
 
Um grupo de educadores esteve mobilizado em Três Passos, representando o 27º Núcleo do CPERS/Sindicato. Inclusive uma corrente foi utilizada, para manter trancado o portão de acesso à coordenadoria. Porém, os servidores do órgão trabalharam normalmente.
 
O presidente do 27º Núcleo, José Lizandro dos Santos, destacou à reportagem da Rádio Alto Uruguai que o sindicato segue mobilizado para reivindicar o fim do parcelamento de salário e do 13º salário; apresentação de um calendário de reposição da inflação do período de 2015 a 2017; permanência da cedência de 40 horas semanais no núcleo; não fechamento dos escritórios do IPE da região; não desconto dos dias parados dos educadores em greve e discussão do acordo final de greve.
 
Lisandro ainda confirmou que a última escola que mantinha a paralisação de profissionais da educação ativa, em Coronel Bicaco, voltou às suas atividades normais, nesta segunda-feira.
 
Protesto em todo o Estado
Conforme levantamento do Cpers-Sindicato, a ação de hoje foi realizada, simultaneamente, em Santa Maria, Santa Cruz do Sul, Canoas, Santo Ângelo, Bagé, Pelotas, Cruz Alta, Osório, Caxias do Sul, Cachoeira do Sul, Gravataí, São Borja, Palmeira das Missões / Frederico Westphalen, Porto Alegre, São Luiz Gonzaga, Santa Rosa, São Leopoldo, Rio Grande, Guaíba, Santana do Livramento e Três Passos.
 
Entre as medidas adotadas pelos educadores esteve a utilização de cadeados nas portas das unidades. Conforme a Seduc, a Brigada Militar foi acionada em alguns municípios.
 
O Cpers cobra do Governo do Estado uma proposta para o magistério encerrar a paralisação. Conforme o sindicato, até o momento foram feitas quatro audiências com o governo e em nenhuma delas houve proposição para as reivindicações da categoria. Os professores estão em greve desde o dia 5 de setembro.
 
Até o momento, a Seduc não emitiu um posicionamento oficial sobre a mobilização realizada nesta segunda-feira.
 
Fonte: Rádio Alto Uruguai

Mais Notícias

Enquete ver parcial

O que você diria sobre seu candidato à presidência do Brasil?

E-mail: [email protected]

Fone: (55) 3781-1255

Endereço: Pe. Roque Gonzáles, 08, Centro

Santo Augusto | RS | Brasil | 98590-000