Notícias


12/03/2018 - 08:52:09
Postado por: Fernando Almeida

Produtor rural volta a investir




Seja em Não-Me-Toque, durante a Expodireto-Cotrijal, ou no resto do país, os números referentes a financiamentos agrícolas revelam que o produtor rural deixou a retranca e voltou a investir. Balanço do Ministério da Agricultura mostra que o volume de recursos tomados para investimentos (compra de máquinas, implementos, sistemas de irrigação e de armazenagem) no atual Plano Safra cresceu 25,3% em relação a esse mesmo período do ciclo anterior. Entre os destaques, estão as linhas de irrigação, com alta de 81,4%, e as de armazenagem, com avanço de 98%.

Da mesma forma, as propostas de negócios na 19ª Expodireto-Cotrijal aumentaram 4%.

Esses resultados não são obra do acaso. Refletem um momento em que a melhora de preços das commodities no mercado global – na comparação com o ano passado – se soma a outros fatores. Como a colheita farta de 2017, que exige a ampliação dos investimentos, lembra Antônio da Luz, economista-chefe do Sistema Farsul (Federação da Agricultura do Estado):

– Além da armazenagem, outro setor que volta com força é a irrigação.
O economista acrescenta que não é apenas a cifra divulgada pela Expodireto que cresceu. A taxa de efetividade também promete ser maior. Ou seja: as propostas apresentadas acabarão se convertendo em financiamentos reais.

Percepção compartilhada com o gerente de agronegócios do Banco do Brasil (BB) no Estado, João Paulo Comerlato. Responsável por mais de 60% dos financiamentos do setor, o banco negociou volume menor do que no ano passado na feira de Não-Me-Toque, mas teve maior taxa de efetividade:

– O ânimo do produtor está muito melhor. Conseguimos eliminar a duplicidade de contratos (quando um produtor faz proposta em mais de um banco). 

O BB fechou a participação na Expodireto com a liberação de R$ 500 milhões.

Há, no entanto, dois grupos de agricultores que seguem retraídos. Um é o produtor de arroz, e o outro, o de soja na Metade Sul, onde a estiagem afetou o rendimento.

– É importante que os produtores façam investimentos sempre baseados em estratégia, comprando o que é mais correto para o seu negócio – orienta Luz.

Fonte: GaúchaZH

Mais Notícias

Enquete ver parcial

O Brasil está fora da copa, e agora?

E-mail: [email protected]

Fone: (55) 3781-1255

Endereço: Pe. Roque Gonzáles, 08, Centro

Santo Augusto | RS | Brasil | 98590-000