Notícias

10/01/2019 - 11:32:29
Postado por: Redação

Delegado Garcez alerta para golpes aplicados por telefone




Delegado repassou orientações visando evitar que as pessoas se tornem vítimas de meliantes

Nos últimos dias inúmeras ocorrências de golpes foram registradas na região. Muitas pessoas, acreditando nas histórias inventadas pelos estelionatários, acabaram perdendo dinheiro ao fazer transferências bancárias para contas de golpistas.

Diante dessa realidade, a Polícia Civil através do Delegado William Garcez, divulgou algumas dicas de segurança. Ontem, 09, o alerta foi para golpes aplicados através da internet (confira aqui), e nesta quinta-feira, 10, as orientações são relacionadas a golpes aplicados por telefone. 

 

NÃO CAIA NO GOLPE DO "FALSO SEQUESTRO” 


FALSO SEQUESTRO: A vítima recebe uma ligação. Do outro lado da linha alguém diz que está em poder de seu filho e exige dinheiro para libertá-lo. A pessoa não pode se apavorar. Desligue o telefone imediatamente e tente fazer contato com a suposta vítima e conversar com familiares. Não forneça nenhum dado e não efetue qualquer depósito. 

 

NÃO CAIA NO GOLPE DO "CARRO ESTRAGADO” 


CARRO ESTRAGADO: O estelionatário se passa por parente ou conhecido da vítima, dizendo que está com o carro quebrado e que precisa de dinheiro para o guincho ou para pagar o mecânico. Acreditando que o parente ou conhecido está com dificuldades, a vítima realiza o depósito bancário ou ainda coloca crédito de celular para supostamente realizar contato com a seguradora. 
Ao receber este tipo de telefonema adote as seguintes medidas: 1. Desligue o telefone; 2. Não faça qualquer tipo de depósito ou transferência bancária; 3. Não forneça nenhum dado (nome completo, CPF ou RG); 4. Procure contato autêntico com a pessoa que se diz na ligação (o suposto parente); 6. Após, procure uma Delegacia de Polícia e informe o fato. 
Outra dica: Pergunte ao "suposto parente" (golpista) algo que só a verdadeira pessoa poderia saber, como o nome do seu cachorro, um fato familiar recente, etc. 

Mais Notícias

Enquete ver parcial

O número de brasileiros contrários a qualquer tipo de aborto alcança 41% da população, segundo pesquisa Datafolha. E qual é sua opinião?