Notícias

02/12/2010 -

Especialista explica as razões do aparecimento da acne e fala sobre o mito do chocolate




A adolescência é uma fase cruel para muitas pessoas. Na efervescência dos hormônios e das novas descobertas, quem também descobre os rostos dos jovens são as espinhas. Muitas deixam marcas que só são retiradas com algum tratamento mais específico.

Mas o que fazer para ficar longe delas? O estresse e a má alimentação ajudam a piorar o problema na pele? A dermatologista Annia Cordeiro respondeu a essas perguntas e falou sobre o mito do chocolate: afinal, dá ou não espinha?

Quais as razões do aparecimento da acne?

Dra. Annia: A acne – inclusive as espinhas - é uma doença do folículo piloso, causada quando ocorre um fechamento dos poros, aumento da produção e alteração da composição do sebo e consequente proliferação bacteriana. Todo esse processo é influenciado ainda pelos hormônios, masculinos e femininos. O uso de produtos oleosos como cremes e filtros solares não adequados também promovem o aparecimento ou pioram o quadro de acne. Outros fatores que influenciam são o estresse, alterações hormonais em geral e o diagnóstico de ovário policístico.

Em homens e mulheres, as razões para o aparecimento da acne são as mesmas?

Dra. Annia: Sim, as mulheres podem apresentar mais acne se houver mais alterações hormonais, como as decorrentes de ovário policístico.

Afinal, chocolate dá espinha ou é lenda?

Dra. Annia: Sempre foi um mito. Estudos recentes mostram que uma dieta rica em carboidratos de alto índice glicêmico – como doces, pães e biscoitos – levam a uma alteração na resistência à insulina, o que estimularia o aparecimento da acne. Entretanto, essa relação é hormonal e indireta, pois a gordura que comemos não vai para a pele!

Quais as dicas básicas para se evitar o problema?

Dra. Annia: O adolescente deve procurar um dermatologista e iniciar tratamentos preventivos o quanto antes. Na fase adulta, a orientação é a praticamente a mesma que na adolescência. A diferença é que a maioria dos casos dos mais jovens é causada pelas alterações hormonais da puberdade. No caso dos adultos, é preciso avaliar a causa das espinhas – além dos hormônios, o estresse também pode agravar o quadro - e então tratar com cremes apropriados para cada tipo de pele, ácidos, peelings, entre outros. É importante frisar que, na fase adulta, os pacientes tendem a usar produtos antissinais, além de conscientizarem-se a aplicar o protetor solar diariamente. Esse mix de produtos usados sem a orientação de um dermatologista pode ser prejudicial, aumentando a oleosidade da pele ou ressacando-a em excesso.

Fonte: HAGAH PR e clic Rbs

Mais Notícias

Enquete ver parcial

O que você quer em 2018?

E-mail: [email protected]

Fone: (55) 3781-1255

Endereço: Pe. Roque Gonzáles, 08, Centro

Santo Augusto | RS | Brasil | 98590-000