Notícias


10/01/2012 -

RS deve deixar de produzir cerca de 2 milhões de toneladas de milho e soja




Quase 2 milhões de toneladas de grãos de milho e soja devem deixar de ser produzidos no Rio Grande do Sul em consequência da estiagem, segundo a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater/RS). Se não chover nos próximos dias, as perdas podem ser ainda maiores.

As plantações das duas culturas somam mais de 5 milhões de hectares no estado. Na região de Cruz Alta, no noroeste do estado, os produtores enfrentam as consequências de 50 dias sem chuva. “De 50 sacas por hectare, vamos colher de 10 a 20 sacas por hectare, no máximo. Isso se chover normalmente a partir de agora”, diz o produtor de soja Celso Sossmeier.

Quem olha o verde das plantações de soja de Cruz Alta não imagina que algumas lavouras chegam a ter 70% da produção comprometida. As plantas, que deveriam ter cerca de 80 centímetros, não atingiram um terço deste tamanho por causa da falta de água. “A última chuva foi dia 21 de novembro. Eu fiz o plantio do dia 22 ao dia 25 e até hoje não choveu”, conta o agricultor Evaldo Quaini, produtor de milho e soja.

Em algumas lavouras de milho de Santa Rosa já não há mais o que fazer. Com a estiagem coincidindo com a fase de formação do grão, só vai dar para colher cerca de 30% do total plantado. Na mesma propriedade, do produtor Eduardo Hesler, os torrões de terra também mostram a dificuldade que a soja enfrenta para se desenvolver e indicam prejuízos. "É uma pena", lamenta o agricultor.

 

G1

Mais Notícias

Enquete ver parcial

O Brasil está fora da copa, e agora?

E-mail: [email protected]

Fone: (55) 3781-1255

Endereço: Pe. Roque Gonzáles, 08, Centro

Santo Augusto | RS | Brasil | 98590-000