Geral
Foto: HCI

Aceita denúncia contra cinco pessoas por compra de remédios roubados em Ijuí

10 de abril de 2020 Um dos funcionários do HCI, inicialmente citado, teve indiciamento arquivado na Justiça!


Curta e Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

O Juiz de Direito Eduardo Giovelli aceitou, na terça-feira, 07, denúncia contra o presidente e quatro funcionários do Hospital de Caridade de Ijuí por compra de medicamentos roubados (receptação qualificada) e coação no curso do processo.

Na decisão, o magistrado manteve medida de afastamento dos cinco acusados de suas funções na instituição, proibição de frequentar o local e de entrar em contato com servidores, colaboradores e testemunhas do processo.

“Diante da denúncia ora apresentada, o quadro dos réus no sentido da medida cautelar imposta não só resta ratificado como justificado em termos práticos de efetividade do processo penal, considerando os delitos pelos quais denunciados e especialmente a descrição dos fatos que teriam praticados”, diz Giovelli, da 1ª Vara Criminal da Comarca de Ijuí.

Conforme a denúncia do Ministério Público, o crime de receptação teria acontecido no período de 17 de outubro de 2019 e 01 de novembro de 2019, envolvendo a compra de medicamentos para o tratamento de câncer, os quais teriam sido objeto de roubo em Minas Gerais, englobando valor pago pelo Hospital de Caridade de Ijuí de R$ 609.300,00. Já o delito de coação no curso do processo tem como vítimas vários funcionários/colaboradores/médicos do Hospital.

Ainda, foi acolhida manifestação do Ministério Público pelo arquivamento do inquérito em relação a pessoa de F.B., sendo revogada em relação a este a medida cautelar anteriormente imposta.

Fonte: Tribunal de Justiça/RS

Os comentários estão desativados.

error: Conteúdo protegido !!!