Geral

Criança vítima de maus tratos em Bagé poderá ficar com pai biológico

29 de dezembro de 2009


Curta e Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O menino de cinco anos agredido pelo padrasto de 19 anos, na cidade de Bagé, deve ficar com o pai biológico. O pintor, de 55 anos, foi localizado pelo Conselho Tutelar de Bagé nesta segunda-feira e disse ter vontade de ficar com o garoto. A criança está internada na Santa Casa de Caridade da cidade, com parte da orelha mutilada e marcas de agressão por todo o corpo.
O pai biológico, que mora no bairro Fluminense, periferia de Santana do Livramento, disse que teve um rápido relacionamento com a mãe da criança, de 44 anos. Ele nunca teria convivido com o menino, mas ficou chocado com as agressões. Em entrevista a RBS TV, ele disse que tem 14 filhos registrados, mesmo não tendo certeza de que todos são dele. O pintor alegou que como em sua carteira de identidade consta a expressão ‘Pai desconhecido’ ele não gostaria que nenhuma outra pessoa vivenciasse o que para ele sempre foi um pesadelo.

Os comentários estão desativados.

error: Conteúdo protegido !!!