Importadas do site antigo

Empresários suspeitos de fraudar licitação em Braga estão foragidos

25 de setembro de 2018


Curta e Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A pedido do Ministério Público (MP), a Justiça de São Leopoldo determinou a prisão preventiva de dois irmãos investigados por fraudes em licitações na área de saneamento em diversos municípios gaúchos, dentre eles Braga, na região Celeiro. A determinação da prisão ocorreu na terça-feira da semana passada, dia 18. Os empresários são considerados foragidos já que não foram encontrados em suas residências e locais de trabalho.

As residências e empresas dos irmãos foram alvo de busca e apreensão em fevereiro e agosto deste ano. Em fevereiro, eles chegaram a ser presos preventivamente, mas liberados posteriormente em decisão judicial que determinou a proibição de contratarem com o poder público.

Em agosto, uma operação foi deflagrada pelo Gaeco e pela Procuradoria de Prefeitos do Ministério Público, em virtude de esquema implantado na cidade de Braga, cujo prefeito teve o mandato suspenso por 180 dias. Nesta investigação, o MP apontou indícios de atos de corrupção envolvendo o prefeito de Braga e empreiteiros de São Leopoldo, os mesmos cujas prisões foram agora decretadas.

Na decisão judicial da última terça-feira, a Justiça destacou ter sido descoberto que os empresários, cientes da ordem judicial que lhes proibia contratar com a Administração Pública, utilizaram-se de outras empresas laranjas para participarem de licitações públicas em municípios gaúchos.

Fonte: Rádio Alto Uruguai/Com informações do MP-RS

Os comentários estão desativados.