Região
Foto- Reprodução/Observador Regional

ERS-330 segue bloqueada e PRE pede para que motoristas evitem circular na região

8 de novembro de 2019 Bloqueio teve início após um conflito indígena que resultou em morte e feridos!


Curta e Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

Após um confronto na tarde de ontem, 07, entre dois grupos indígenas rivais que resultou em um índio morto na Reserva Indígena do Guarita, a ERS-330 foi bloqueada por índios no quilômetro 42 em Redentora, na altura do Setor Estiva.

A Polícia Rodoviária Estadual de Santo Augusto informou que não há previsão para liberação, e que a orientação é para que os motoristas evitem circular naquela região. O comandante do 7° Batalhão de Polícia Militar, Major Diego Gonzalez Munari divulgou um comunicado no fim  da tarde de ontem solicitando o mesmo pedido à comunidade regional, para que não circulem entre Miraguaí e Redentora.

A PRE disse que houve um acordo entre a polícia e os indígenas, para que cargas vivas e veículos de saúde pudessem passar, porém, o mesmo não estaria sendo cumprido. Equipes da PRE monitoram a situação.

Viaturas da Brigada Militar também circulam na região. Em um vídeo postado nas redes sociais, o cacique Carlinhos Alfaiate lamentou a morte de um familiar e disse que a situação chegou ao limite, mesmo as autoridades tendo sido avisadas de que o pior poderia acontecer. Agora, afirmou ele, a rodovia não será desbloqueada até a chegada de representantes do Ministério Público Federal ou da Polícia Federal para mediar o conflito. “Queremos Justiça já!”, dizem os indígenas.

O nome do indígena morto não foi divulgado.

 

Deixe seu comentário

error: Conteúdo protegido !!!