Importadas do site antigo

Estádio em que o Grêmio pegará o Estudiantes tem uma goleira menor do que a outra

6 de agosto de 2018


Curta e Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Libertadores, embora toda sua tradição e relevância, ainda carece de glamour. A Conmebol, aos poucos, tenta dar um verniz à sua principal competição. A prova veio agora mesmo, na abertura das oitavas de final. O Grêmio enfrentará o Estudiantes no Centenário, a casa do Quilmes. 

A Conmebol enviou equipe inspecionar o estádio e fez descoberta surpreendente. A goleira situada diante da cabeceira em que fica a torcida local é sete centímetros menor do que as medidas oficiais. Ou seja, em vez de 7m34cm, tem 7m27cm. 

Logicamente, o Estudiantes foi alertado para corrigir o problema, sob pena de levar punição em jogos futuros de competições continentais. Além disso, a entidade exigiu que o clube argentino compre uma goleira reserva e deixe-a estacionada no pátio para o caso de uma emergência. Os fiscais descobriram que goleiras atuais estão instaladas lá desde a inauguração do Centenário, há mais de duas décadas.  A Conmebol exigiu também do Estudiantes que, além da correção da goleira menor, fizesse algumas melhorias no local do jogo desta terça-feira (7), como novas rampas para cadeirantes, remodelação da sala de conferências e calefação nos espaços para os convidados a assistir à partida. O Centenário, faz alguns anos, carece de manutenção.

 O Quilmes, dono da casa, atualmente disputa a Nacional B, a segundona argentina. É o decano do futebol dos hermanos, fundado em 1887. O jogo contra o Grêmio será o segundo do Estudiantes em Quilmes nesta Libertadores — antes, havia perdido para o Santos. 

Mesmo longe de La Plata, cerca de 50 quilômetros, o Centenário é espécie de segunda casa. Foi lá, em 2010, que o clube caiu para o Inter nas quartas de final da Libertadores. Como o Cuidad la Plata, o melhor estádio do país, foi fechado para troca do gramado, o clube não titubeou em levar o confronto com o Grêmio para o Centenário.

Fonte: GAÚCHA/ZH

Os comentários estão desativados.

error: Conteúdo protegido !!!