Geral

Frigorífico é interditado em Passo Fundo por ser foco de coronavírus

24 de abril de 2020 19 trabalhadores do local foram testados positivos para a doença!


Curta e Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

A segunda cidade do Rio Grande do Sul em número de pessoas infectadas por coronavírus, Passo Fundo – 73 casos confirmados e seis óbitos-, teve um frigorífico da JBS totalmente interditado por tempo indeterminado, em virtude do local ter se tornado um foco de coronavírus.

A decisão foi tomada após uma ação de fiscalização da Subsecretaria de Inspeção do Trabalho, órgão vinculado ao Ministério da Economia. O termo de fechamento da empresa foi emitido na tarde desta sexta-feira (24).

Segundo os auditores, 19 trabalhadores do local foram testados positivos para a doença. Além disso, dois familiares desses empregados infectados morreram por força da covid-19. Há pelo menos 15 outros trabalhadores sob suspeita de terem contraído o vírus.

A empresa pode recorrer à Superintendência Regional do Trabalho, mas a ação não gera efeito suspensivo. A JBS ainda pode buscar recursos na esfera judicial.

O que diz a empresa:

A JBS refuta as informações do auto de infração e está confiante na segurança das medidas adotadas com o objetivo de prevenir o contágio da Covid-19 e proteger cada um dos seus colaboradores.

A empresa esclarece que os seus protocolos atendem em 100% as orientações da Secretaria do Trabalho (Ministério da Economia) para o setor frigorífico. Ao contrário do auto de interdição que extrapola o protocolo da Secretaria do Trabalho, as ações implementadas pela JBS estão totalmente amparadas em laudos e recomendações técnicas dos órgãos de saúde e de especialistas da área médica, incluindo a Consultoria do Hospital Alberto Einstein, contratado pela JBS para apoiar em todas as ações voltadas aos seus colaboradores na área de prevenção e segurança contra a Covid-19, conferindo ainda mais qualidade técnica e segurança aos protocolos implementados pela empresa e que incluem, entre outras ações:

· Desinfecção diária e periódica de todas as instalações da empresa;

· Medição de temperatura de todos os colaboradores antes de acessarem a unidade;

· Afastamento das pessoas do grupo de risco;

· Inclusão de novos EPIs para uso permanente, como introdução de máscaras acrílicas;

· Obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção para 100% dos colaboradores, incluindo a área administrativa;

· Adoção de medidas de distanciamento social;

· Vacinação contra gripe H1N1 para todos os colaboradores, entre outras ações.

A proteção dos colaboradores sempre foi o primeiro objetivo da JBS, desde o início da pandemia da Covid-19. A empresa segue pautada por esse princípio e confia em que as atividades em Passo Fundo serão retomadas brevemente.

Os comentários estão desativados.

error: Conteúdo protegido !!!