Início Notícia Voltar

'Teremos mortes em grande escala', diz médico de hospital de Xanxerê sobre colapso na unidade

Há pacientes da Covid-19 aguardando na emergência do hospital e no centro de triagem por leitos de UTI. Prefeitura fez novo decreto para tentar frear contágio.

25/02/2021 08:48 por Maira Kempf


CapaNoticia

Pacientes na emergência do Hospital Regional São Paulo, em Xanxerê, aguardam leitos em 22 de fevereiro — Foto: Ana Lucietto/HRSP/Divulgação


 

Durante uma coletiva de imprensa na tarde desta quarta-feira (24), a Prefeitura de Xanxerê, no Oeste, juntamente com a equipe médica do principal Hospital Regional São Paulo divulgou informações sobre cenário do sistema de saúde da cidade. "Desespero", "agonia" e "colapso" foram as palavras usadas por um médico, pelo prefeito e pelo diretor do hospital para descrever a situação atual.

 

“Estamos em colapso total no Hospital Regional São Paulo. Não temos mais condições de atender pacientes neste momento. Nós estamos com pacientes sendo atendidos em corredores e em salas improvisadas. A equipe está esgotada. A cada dia que passa, nós perdemos profissionais pelo estresse, pelo abalo emocional, pelo cansaço físico e mental desses profissionais", disse o diretor da unidade, Fábio Lunkes.

 

Para o médico Vinicius Chies de Moraes, que coordena o setor de emergência e o da UTI-Covid na unidade, a previsão para os próximos dias é preocupante. Vinicius afirmou que a difícil decisão de escolher quem será intubado já é uma realidade.

 

“A situação é desesperadora. E não é uma situação que está por acontecer, ela já aconteceu, e está acontecendo. Nós teremos mortes em grande escala. Ou nós nos unimos ou, infelizmente, cenas que a gente só viu na televisão irão acontecer aqui. E não é daqui a uma semana. Quem sabe amanhã [quinta-feira], ou depois. Nós não temos mais condições [de atender a demanda] e não temos mais respiradores", desabafou.

Xanxerê está com todos os leitos de UTI e enfermaria para Covid-19 lotados. No Hospital Regional São Paulo, todos os 20 leitos estão ocupados, de acordo com a última atualização da unidade feita às 10h desta quarta. Cerca de 24 pessoas aguardavam por uma vaga. Segundo o médico coordenador da emergência, alguns pacientes esperam por uma UTI em poltronas no hospital.

O centro de triagem, montado pela Secretaria de Saúde da cidade, acabou se tornando um hospital, segundo a avaliação da própria secretária de saúde, Francis Mara Pegoraro. Dos 15 pacientes adultos internados no local, 10 aguardam leitos de UTI.

A secretária de Saúde do município informou que já foram fechadas três unidades de saúde e pelo menos outras duas também devem ser fechadas no começo da próxima semana, para suprir a demanda de profissionais do centro de triagem.

A expectativa é que nesta quinta-feira (25) um ambulatório de campanha entre em operação com 25 leitos.

O prefeito do município, Oscar Martarello, se emocionou e fez um apelo aos demais poderes federativos. "Hoje não se pede mais respirador. Precisamos do governo federal, do governo estadual. Das Forças Armadas. Precisamos remover esses pacientes para outros lugares. Não dá mais para falar em montar leitos de UTI aqui. Não temos tempo. Estamos desesperados, unidos, trabalhando virando a noite.", concluiu.

 

Decreto

 

Dois dias após publicar um decreto com restrições para tentar conter o contágio da Covid-19, a Prefeitura de Xanxerê fez um novo documento, com medidas mais rigorosas.

Confira abaixo as restrições:

 

  • suspensas as atividades industriais, comerciais e de prestação de serviços no município de quinta (25) a domingo (28), com exceção de serviços públicos essenciais, farmácias, serviços de saúde públicos e privados como consultórios, clínicas, laboratórios e similares, atendimento veterinário de urgência e atividades agrícolas que necessitem de manutenção contínua. Postos de combustíveis podem funcionar, desde mantenham fechadas as lojas de conveniências;
  • aulas presenciais nas rede pública e privada, tanto em nível municipal, como estadual ou federal ficam suspensas até 31 de março. A medida vale para ensino fundamental, médio e superior e também para cursos de idiomas e cursos livres. Durante o período de suspensão, as aulas devem ser remotas;
  • supermercados podem abrir. Eles devem disponibilizar álcool 70% na entrada para higienização das mãos. Também devem dar aos clientes luvas descartáveis de uso obrigatório durante as compras. Por fim, deve disponibilizar um local para que essas luvas sejam jogadas fora;
  • restaurantes, lanchonetes e padarias poderão funcionar apenas com serviço de entrega, sem consumo no local;
  • proibida a venda de bebidas alcoólicas em todo o território municipal das 21h desta quarta até 8h de segunda (1º);
  • proibidas as reuniões de pessoas para o consumo de bebidas alcoólicas em espaços públicos, particulares e áreas comuns de condomínios;
  • serviços públicos não essenciais deverão priorizar a atividade em home office. Ficam suspensas até 31 de março as atividades do Centro de Convivência Conviver, as atividades coletivas da Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF), Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos (Paefi) e Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos de crianças, adolescentes e idosos;
  • até 12h de quinta (25), a fiscalização ocorrerá apenas de forma orientativa para que possa ocorrer a adequação do comércio e serviços em geral;
  • o descumprimento das medidas resultará em infração sanitária para o proprietário do estabelecimento. Pode haver suspensão de alvará e paralisação de atividades;
  • a fiscalização ficará a cargo Vigilância Sanitária e Defesa Civil Municipal, com apoio dos órgãos de segurança pública.

 

Xanxerê tem 5.702 pacientes que foram infectados com a Covid-19 desde o início da pandemia. Desse total, 56 morreram. Os dados são do boletim desta quarta (24) do governo do estado.

 

G1/SC



Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.


Ouça aqui

89.7 FM

Arena Hits

Ouça aqui

91.5 FM

Mix da 91
89.7
91.5