Início Notícia Voltar

Pesquisa identifica perfil das vítimas de violência doméstica em Santo Augusto

Estudo foi realizado por estudantes do curso de Direito da Unijui.

21/06/2021 11:24 por Maira Kempf


CapaNoticia

Foto: Leo Juliani


 

 

Uma pesquisa realizada por estudantes do curso de Direito da Unijui identificou o perfil das vítimas de violência doméstica em Santo Augusto.

A pesquisa foi realizada entre janeiro de 2020 e março de 2021, a partir dos dados contidos em Boletins de Ocorrências de crimes graves contra mulheres (ameaça e agressão). Neste período foram mais de 54 ocorrências.



Os dados mostram que há maior incidência de violência doméstica nos bairros Santo Antônio (15,1%), Petrópolis (13,2%), São Francisco e Santa Fé (11,3%). Em relação à idade, a pesquisa identificou que as mulheres vítimas possuem entre 21 e 40 anos, 38,9% concluíram apenas o Ensino Fundamental, 40,7% tem dependentes (filhos ou outras pessoas), além disso, 29,6% viviam com o agressor em união estável até a data do registro policial.

 

Realizaram a pesquisa as estudantes Talia Hornung, Eduarda Waleska da Silva e Ana Laura Pierin de Souza. Como mentora atuou a Advogada Paula de Lima — membro da Comissão da Mulher Advogada. Também prestaram apoio às Assistentes Sociais da Secretaria Municipal de Habitação, Assistência Social e Cidadania — SEHAS, Elenice Allebrandt e Gicelda do Amaral Penno.

Em entrevista à rádio Querência, a estudante Talia Hornung, destacou que o resultado da pesquisa foi satisfatório. Os dados, com os perfis das vítimas, serão fornecidos aos órgãos responsáveis por criar políticas públicas, para que debates possam ocorrer e ações mais efetivas serem propostas, concluiu.

Uma cartilha virtual (veja abaixo) com orientações para identificar os tipos de violência doméstica e os canais para denúncias foi elaborado pelo grupo. As estudantes também realizarão lives para ampliar os debates.

Para Paula, essa pesquisa soma-se ao trabalho desenvolvido desde 2019 pela Comissão da Mulher Advogada de Santo Augusto com objetivo de promover o debate, auxiliar as mulheres a identificar todos os tipos de violência e principalmente incentivá-las á denunciar.


Tipos de violência doméstica

Mesmo diante do grande volume de ocorrências registradas na polícia, os números reais da violência doméstica podem ser muito maiores, devido as subnotificações.

É importante lembrar que a violência doméstica não se limita a física, podendo ser qualquer conduta que ofende a integridade ou saúde corporal — violência psicológica, sexual, patrimonial ou moral.

Portanto, se for vítima de violência doméstica ou conhecer alguém que está passando por isso, denuncie no 180 ou 190.

Confira a entrevista AQUI



Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.


Ouça aqui

89.7 FM

Ouça aqui

91.5 FM

89.7
91.5