Geral

ONG ASAPAN recebe denúncia de envenenamento de animal no bairro Glória

27 de setembro de 2016


Curta e Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Na última semana a ONG ASAPAN, que atua em prol dos animais e do meio ambiente em Santo Augusto, recebeu mais uma denúncia sobre envenenamento de animais. 

A denunciante informava que uma mulher, residente na Rua Milton Krause, no Bairro Glória, teria envenenado um cachorro. 

Representantes da ONG foram até o local informado, onde se verificou a veracidade dos fatos, o animal morreu após ingerir uma dose de um suposto veneno. Um laudo técnico comprovou a morte por envenenamento. 

No Brasil, envenenar um animal é considerado crime de “maus tratos”, enquadrado na Lei Federal 9.605/98 que trata dos Crimes Ambientais com pena detenção, de três meses a um ano, e multa. A pena é aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal. 

Com a comprovação do crime, o fato foi registrado na Polícia Civil, que irá investigar o ocorrido. Segundo informações obtidas na Delegacia, se o caso for comprovado, a suspeita de ter envenenado o animal irá responder um Termo Circunstanciado e poderá ser penalizada criminalmente. Além disso, também poderá responder na esfera cível por danos morais, em virtude do sofrimento causado aos donos do cachorro. 

ASAPAN – Amparo e Amo

A sede da Associação Santo-Augustense de proteção aos Animais e Meio Ambiente (ASAPAN-Amparo e Amo), está localizada na Rua Coronel Júlio Pereira dos Santos, 398, próximo a Prefeitura. 

A ONG se mantém com o apoio da comunidade, inúmeras pessoas já estão envolvidas nessacausa. Os interessados em fazer parte desse grupo, seja, doando ração, adotando um animal ou denunciando casos de maus-tratos, podem ir até a sede da ONG. 

O horário de atendimento é das 08 às 11h30min e das 13h30min ás 17h30min, o telefone para contato é: 3781-3119. 

Outro modo de colaborar com a associação é disponibilizar lares temporários para os animais que são recolhidos das ruas, até que estes sejam adotados. 

Na última feira de adoção, realizada durante a 1ª edição do Brique na Praça, 12 filhotes foram adotados. 
 

Dpto. Jornalismo RQ/ Maira Kempf

Foto: Reprodução/Internet

 

Os comentários estão desativados.

error: Conteúdo protegido !!!