Geral

Policia Civil de Santo Augusto segue ouvindo pessoas

5 de janeiro de 2016


Curta e Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os últimos dias estão sendo de muito trabalho para as autoridades Policiais de Santo Augusto, isso porque dois casos seguem sendo investigados na tentativa de chegar até os responsáveis, tanto pelo assassinato ocorrido na madrugada de domingo no Bairro Getúlio Vargas, quando na tentiva de homicídio ocorrida na segunda-feira junto a praça Pompílio Silva.  

Segundo a Policia Civil nas próximas horas mais pessoas deverão ser ouvidas. Ninguém foi preso até o momento.

 

Resumo:

Na madrugada de domingo, 03, um assassinato e uma tentativa de homicídio foram registrados após uma briga em uma festa na AABB. Nesse caso, Felipe Schreiner de 23 anos, morreu após ser atingido por dois golpes de arma branca. Felipe era servidor público municipal e trabalhava como motorista na Secretaria de Saúde.

O pai da vítima fatal, Petrônio Schreiner também foi atingido, este de acordo com informações da casa de saúde de Santo Augusto repassadas na manhã desta terça-feira (05), segue internado e seu estado clínico é considerado regular.

 Já na segunda-feira, 04, por volta das 08h30min, uma nova tentativa de homicídio foi registrada na Praça Pompílio Silva.

 A vítima Pedro Barbosa Pereira de 48 anos, conhecido como “Passarinho” também servidor público foi atingido por três disparos de arma de fogo. Segundo informações um homem chegou pela lateral da praça, pilotando uma motocicleta, parou, tirou o capacete, sacou uma arma e atirou três vezes, em seguida, guardou o revólver, colocou o capacete e fugiu tomando rumo ignorado.

 A vítima foi encaminha ao Hospital Bom Pastor e em seguida transferido para o Hospital de Caridade de Ijuí – HCI. Pedro Barbosa Pereira passou por cirurgia e segue em observação, uma das balas teria se alojado próximo a coluna vertebral.

 A Polícia Civil (PC) informou que está realizando diligências no intuito de identificar e prender os autores de ambos os casos. As autoridades policiais acreditam que não há ligações entre os fatos ocorridos.

Fernando Almeida

Locutor/Dep. Jornalismo

E-mail: [email protected]

Os comentários estão desativados.

error: Conteúdo protegido !!!