Geral

Polícia Civil investiga ataques a políticos em Redentora e Cristal do Sul

27 de setembro de 2016


Curta e Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Polícia Civil investiga dois ataques a políticos ocorridos na noite de segunda-feira, 26, em cidades da região. Em ambos os casos, a polícia acredita que a motivação seja a disputa política, acirrada com a proximidade das eleições. 

Em Cristal do Sul, o candidato a prefeito Otelmo Reis da Silva (PT) trafegava pela RS-587, quando começou a ser perseguido por outro veículo. Ele, então, parou às margens da rodovia na casa de um conhecido. Após aguardar por uma hora, deixou o local por 22h e ao entrar no veículo, foi abordado por um homem armado e encapuzado que saiu de um matagal. 

Outros dois homens, também com o rosto coberto, fizeram um disparo e começaram a ameaçá-lo de morte. Um deles colocou fogo no veículo, mas o candidato conseguiu fugir a tempo. Minutos depois, o carro explodiu e os criminosos acabaram fugindo. Otelmo não chegou a se ferir, mas foi levado em estado de choque ao hospital da cidade. A polícia está ouvindo testemunhas, mas já adiantou que acredita que a motivação seja política, já que a vítima já vinha recebendo ameaças. Ainda não há suspeitos para o caso. 

 

Já em Redentora, o vice-prefeito da cidade, Carlos da Rosa (PT) estava retornando de uma reunião de campanha com apoiadores em quatro veículos, quando o grupo foi atingido por tiros na região de Estiva, na área indígena do município. O subprefeito da localidade de São João que estava com Carlos em um dos carros, levou um tiro de raspão e teve que ser levado para o hospital. 

O vice-prefeito prestou depoimento à polícia e alegou que correligionários do partido adversário teriam atirado contra ele. Já integrantes da outra coligação que concorre à prefeitura também fizeram registro afirmando que quem deu início aos disparos foram os concorrentes.  

A polícia agora está ouvindo testemunhas para tentar esclarecer os fatos. Os veículos já foram periciados. Três deles tinham marcas de tiros.

 

Fonte: Gaúcha

Postado por: Maira Kempf

 

Os comentários estão desativados.

error: Conteúdo protegido !!!