Geral

Sancionada alta de tributos para bebidas e produtos de informática

2 de janeiro de 2016


Curta e Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Foi sancionada a medida provisória que aumenta no país os tributos para bebidas e produtos de informática. As alterações vão aumentar em R$ 7,7 bilhões a receita do governo e valem para bebidas como vinho, cachaça e uísque e produtos de informática. 

Além do aumento, houve uma mudança na forma de cobrança das bebidas. O IPI passa a ser calculado com uma alíquota sobre o valor do produto e não mais por um valor fixo em relação a determinada quantidade produzida. Como exemplo das mudanças, uma garrafa de vinho de R$ 50, que pagava 73 centavos de IPI, vai passar a pagar R$ 5. 

Em relação aos produtos de informática, a medida acaba com a isenção de PIS/Pasep e do Cofins sobre determinados itens, que faziam parte do programa de inclusão digital do governo. 

A presidente Dilma vetou trechos incluídos pelo Congresso que limitavam um valor máximo de IPI a ser cobrado e trechos que tratavam sobre a forma de pagamento do PIS e do Cofins.

Fonte:Gaúcha
Postado por: Maira Kempf

Os comentários estão desativados.

error: Conteúdo protegido !!!