Santo Augusto
Rosane procura pelo pai, que ela não vê há mais de 25 anos. Foto: Leo Juliani

Santo-augustense procura pelo pai que não vê há mais de 25 anos

8 de janeiro de 2020 Rosane pediu ajuda à Rádio Querência, no intuito de reencontrar seu pai, Antônio Arruda


Curta e Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

Com o desejo de reencontrar aquele que lhe deu a vida, Rosane Arruda pede ajuda para localizar seu pai, Antônio Arruda.

Ela tem 36 anos e devido as dificuldades que a vida lhe impôs, conta que não sabe especificar quantos anos fazem que não vê seu pai, gesticulando com o braço para uma altura que remete a pouco mais de um metro, dando a entender que as últimas recordações são da infância.

“Meu pai era alcoólatra, tinha uma relação conturbada com minha mãe e um dia, justificando que iria votar, pegou algumas roupas e saiu, para nunca mais voltar”. Para trás, além da esposa, ficaram as duas filhas- Rosane e Rosimeri.

Rosane relatou que vivia com a família em Seberi, e que teria vindo para Santo Augusto quando ainda era pequena. Apesar das lembranças serem de momentos difíceis ao lado da figura paterna, ela reafirma o desejo de reencontrá-lo. “Se precisar cuidar dele, eu vou cuidar”, disse a filha. Ela também relata o desejo de saber se tem outros irmãos.

Com ajuda da filha, Rosane postou na rede social a única lembrança que tem de seu pai. Foto: Arquivo Pessoal

Um pouco tímida, ela contou que é analfabeta, e por isso, precisou da ajuda da filha Sibeli para postar , ainda no mês de dezembro, no Facebook a única lembrança que tem de seu pai – uma carteira do INSS- no intuito da postagem chegar há alguém que possa lhe levar ao paradeiro dele.

Seu Antônio Arruda teria hoje 63 anos. Quando saiu de casa, ele disse que iria até Seberi. A filha acredita que o pai possa residir na região e por isso pede ajuda. “Se eu tivesse condições, iria atrás dele, mas não tenho, nem carro tenho”, contou a dona de casa, Rosane, que hoje é casada e mãe de dois filhos.

Única foto que a filha tem do pai. Foto: Arquivo pessoal

Antônio é filho de Argemiro Arruda e Alcides Ferreira de Barros. Ele teria três irmãos, duas mulheres e um homem, este com o nome de Sérgio – que seria padrinho de Rosane.

Há informações, não oficiais, que indicam que em 2007 Antônio esteve em Palmeira das Missões, mas que atualmente residiria em Seberi.

Qualquer informação sobre seu paradeiro pode ser repassada para Rosane através dos números: 99925-1146 /999057439, ou ainda à Rádio Querência, através do 3781-1255.

 

 

 

 

Confira a entrevista com a Dona Rosane:

Os comentários estão desativados.

error: Conteúdo protegido !!!