Santo Augusto
Teste rápido coronavírus — Foto: Reprodução

Santo Augusto dispõe de 120 testes rápidos para coronavírus

6 de maio de 2020 Entenda o protocolo para utilização dos mesmos!


Curta e Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

Divulgado no final da tarde de terça-feira, 05, o Boletim Municipal do Coronavírus mostra que Santo Augusto não possui nenhum paciente com suspeita da doença, porém, informa que houve 15 notificações, três casos foram descartados e nove casos estão em monitoramento por apresentarem sintomas gripais.

A partir da divulgação destas informações, surgiram muitos questionamentos quanto ao número de testes que o município possui e o por quê dessas pessoas que estão em monitoramento, não terem sido testadas. A Secretaria Municipal de Saúde informou que o município de Santo Augusto recebeu da 17ª Coordenadoria Regional de Saúde sete testes SWAB e 120 testes rápidos para identificar a covid-19. Destes testes SWAB, três foram utilizados (sendo um para paciente de outro município internado no Hospital Bom Pastor), todos com resultados negativos.

Visando esclarecer a população quanto ao protocolo para a utilização dos mesmos, a Secretária Municipal de Saúde, Andiara Martins, disse que “os testes SWAB são destinados a pacientes hospitalizados com síndrome respiratória aguda grave, porém, ela enfatizou que isso não quer dizer que todos os pacientes que estiverem internados por alteração respiratória irão ser submetidos ao teste, somente aqueles que se encaixarem no protocolo do Ministério da Saúde com suspeita da doença, e, no momento, não há suspeita de covid-19 no município, apenas pessoas com síndromes respiratórias”.

Em relação aos testes rápidos, a Secretária informou que “os mesmos são para profissionais da saúde, da segurança e idosos acima de 60 anos. Cabe destacar que estes testes são usados somente após o décimo dia do sintoma, ou seja, a pessoa procura o atendimento, e se houver suspeita, entra na quarentena e no décimo dia será submetida ao teste”. Esse é o protocolo seguido por todos os municípios.

Quanto ao número de testes disponibilizados ao município, a quantia varia conforme critérios estabelecidos pela Secretaria Estadual de Saúde. Não houve aquisição de testes com recursos próprios. Segundo a Secretária, mais testes serão disponibilizados se houver necessidade, de acordo com a avaliação da Secretaria Estadual de Saúde.

Para enfrentamento da emergência de saúde, Santo Augusto recebeu, até o dia 30 de abril, R$54.969,61 oriundos do Fundo Nacional de Saúde, no entanto, segundo o Secretário de Finanças, Mauro Lorenzon, as despesas totalizam R$ 274.684,90. A diferença está sendo aportada pelo município. Os gastos ocorreram com “a aquisição de máscaras, sonorização e outros materiais para conscientização da comunidade, desinfecção de locais onde ocorrem aglomerações, e aquisição de uma ambulância para atender emergências e urgências, entre outras….”, disse Lorenzon. O município não recebeu, até o momento, recursos oriundos de deputados, para auxílio diante da pandemia.

Para manter o status de ser um dos poucos municípios da região sem casos da doença, é preciso a colaboração de toda a comunidade, para que obedeçam as orientações, entre elas, evitar a exposição, ou seja, sair de casa somente se houver necessidade, evitar aglomerações e usar máscara de proteção.

Festas, reuniões ou confraternizações não são indicadas nesse momento. Denúncias podem ser feitas na Brigada Militar pelos telefones 190 ou (55) 99933-0725, bem como no gabinete do prefeito pelo (55) 3781-4362.

 

Os comentários estão desativados.

error: Conteúdo protegido !!!