Geral

Soja inicia o ano em queda na Bolsa de Chicago

4 de janeiro de 2016


Curta e Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os preços da soja operam em campo negativo na primeira sessão de 2016 na Bolsa de Chicago. Os futuros da oleaginosa, por volta das 7h40 (horário de Brasília) desta segunda, perdiam entre 4,25 e 7,75 pontos, com as cotações na casa dos US$ 8,60 por bushel; a exceção era o contrato março/16, que já perdia esse patamar e vinha cotado a US$ 8,59. 

 

Entre os fatores de pressão neste início de ano é a grande abertura negativa das bolsas asiáticas. Na China, os principais índices acionários despencaram e fecharam a segunda-feira (04) com baixas de 7%, fazendo com que as operações fossem interrompidas pela primeira vez. 

 

Analistas internacionais acreditam que as severas baixas foram justificadas, principalmente, pelos números fracos da atividade industrial do país.

 

Pesquisa divulgada esta manhã mostrou que a atividade industrial chinesa caiu pelo décimo mês consecutivo em dezembro, ainda em ritmo mais acelerado que o de novembro.

 

Paralelamente, os investidores ainda seguem se adequando aos seus fundamentos, esperando por notícias atualizadas, principalmente, sobre a nova safra da América do Sul. No Brasil, as chuvas, apesar das últimas previsões, parecem ter se mantido limitadas, localizadas e de baixo volume nas regiões mais necessitadas. A produtividade, portanto, segue comprometida. 

 

Já na Argentina, importantes áreas agrícolas continuam sendo atingidas por chuvas consideravelmente fortes, que já causam cheias em pontos determinados. No Paraguai também vêm sendo registradas condições adversas de climas prejudicando a safra 2015/16. 

 

Dpto de Jornalismo RQ

Fonte: Notícias Agrícolas

Postado por: Ed Júnior (Goianinho)

Os comentários estão desativados.

error: Conteúdo protegido !!!