Importadas do site antigo

Tenente da Brigada Militar dá dicas para evitar afogamentos

3 de outubro de 2018


Curta e Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O verão se aproxima, já estamos vivenciando dias de muito calor, e com isso os riscos de afogamento aumentam. Recentemente, entre julho e setembro, tivemos três casos de mortes por afogamento em Santo Augusto, pensando em evitar essas tragédias, entrevistamos o Tenente Radons, da Brigada Militar, que trouxe algumas dicas, principalmente em relação às crianças e adolescentes, tendo em vista que no Brasil, os afogamentos são a segunda maior causa de morte e a sétima de hospitalização por motivos acidentais entre crianças com idade de zero a 14 anos. 

Entre as orientações repassadas pelo Tenente, está a que crianças e adolescentes não devem, em hipótese alguma, ficar sozinhas próximas a lugares com água que apresente risco, ou seja, açudes, piscinas, rios, lagos, entre outros. Muitos pais acreditam que, por a criança estar com boias, estará segura, porém, o Tenente lembrou que “boias e colchões infláveis são brinquedos e não devem ser utilizados como itens de segurança”, pois podem virar ou até mesmo estourar – somente coletes salva-vidas podem ser utilizados com essa finalidade. 

Outra dica importante é para quem tem piscina em casa. Os cuidados devem ser redobrados, também e principalmente em relação às crianças. Limitadores de acesso, cercas, capa para piscinas e ter sempre boias próximas são alguns dos itens necessários para evitar acidentes. 

Mas o alerta não se detém somente às crianças, muitos registros de mortes por afogamento relatam que a vítima havia ingerido bebida alcoólica. Nesse sentido, Radons lembrou as pescarias, ambientes onde é comum a ingestão de bebidas, porém, nesse cenário, em caso de afogamento, a probabilidade de morte é alta, já que o álcool afeta a capacidade motora, o que poderá até mesmo prejudicar a reanimação. 

Por fim, o Tenente frisou o que devemos fazer caso presenciarmos um afogamento. A orientação é não tentar salvar a vítima sem estar habilitado. O recomendado é lançar algum objeto que ajude a vítima de afogamento a flutuar e acionar imediatamente a emergência. 

Por tanto, se você pretende buscar alternativas para se refrescar, opte por locais conhecidos, rasos e sem correnteza, que sejam indicados para lazer. E lembre-se sempre, todo ambiente aquático requer cuidados e a prevenção é a melhor alternativa para evitar acidentes. 

Os comentários estão desativados.

error: Conteúdo protegido !!!