Educação

Em novo decreto, governo mantém suspensão de aulas em escolas e universidades em todo RS

11 de maio de 2020 Medida vale para todas as instituições, públicas ou privadas, municipais, estaduais ou federais, no território gaúcho


Curta e Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

Decreto nº 55.241, publicado neste domingo (10/5), determina a aplicação de medidas sanitárias segmentadas de que trata o modelo de distanciamento controlado – que passou a valer à 0h desta segunda-feira (11/5). Entre as medidas deste novo decreto, o governo mantém suspensas as aulas em todo o Estado até que sejam concluídas e publicadas as regras específicas para educação.

A determinação vale para “aulas, cursos e treinamentos presenciais em todas as escolas, faculdades, universidades, públicas ou privadas, municipais, estaduais ou federais, e demais instituições de ensino, de todos os níveis e graus, bem como em estabelecimentos educativos, de apoio pedagógico ou de cuidados a crianças, incluídas as creches e pré-escolas”. A única exceção, conforme o decreto, é quanto aos Centros de Formação de Condutores (CFC), que terão regramento próprio.

De acordo com o governador Eduardo Leite, as questões que envolvem educação são complexas e ainda estão sendo analisadas pela equipe de governo com entidades ligadas ao setor. A expectativa é de que haja uma definição nos próximos dias.

“Vivemos uma situação absolutamente extraordinária. Todo o nosso trabalho é para que não haja a perda do ano letivo”, destacou Leite, confirmando que não há previsão de retomada das aulas na rede pública durante o mês de maio, conforme foi anunciado no final de abril, mas que existe possibilidade para a rede privada e está sob análise.

A educação é um dos 12 setores econômicos definidos pelo distanciamento controlado e, portanto, deverá ter protocolos específicos para cada um dos quatro níveis de restrições, representados por bandeiras nas cores amarela, laranja, vermelha e preta, que variam conforme a propagação da doença e a capacidade do sistema de saúde em cada uma das 20 regiões pré-determinadas.

Entenda o modelo de distanciamento controlado do RS que entra em vigor a partir de segunda-feira (11/5).

Acesse o site do distanciamento controlado e confira as regras para a sua região em todos os setores econômicos.

Acesse o Decreto 55.240, de 10 de maio de 2020, que institui o distanciamento controlado no RS. 

Acesse o Decreto 55.241, de 10 de maio de 2020, que determina a aplicação das medidas sanitárias segmentadas

 

Sindicato do Ensino Privado discute possibilidades de retorno

 

Na manhã desta segunda-feira (11/05), o presidente do SINEPE/RS, Bruno Eizerik, juntamente com a diretoria do Sindicato, se reuniu com o secretário de Educação do Estado do Rio Grande do Sul, Faisal Karam e a equipe da Seduc para discutir os protocolos de retorno às aulas presenciais. A ideia é de que até o final dessa semana os protocolos sejam fechados e de que se tenha uma previsão para o retorno presencial.

Segundo o presidente do SINEPE/RS, o retorno às aulas presenciais vai depender do fechamento desses protocolos, que está agora com a Secretaria de Educação, e do tempo que as escolas vão precisar para colocar esses documentos em prática. “Assim que tivermos uma definição das regras, o que efetivamente a escola precisará fazer para abrir, conseguiremos ter uma definição de quando será possível a volta às aulas presenciais”, afirma Eizerik. Ele lembra que em Porto Alegre as aulas seguem suspensas até dia 31/05 em função do decreto municipal.

O protocolo de retorno que está em discussão com a Secretaria de Educação prevê medidas de distanciamento entre os alunos, retorno gradual dos estudantes e reabertura das escolas de acordo com a bandeira do município, utilização de equipamentos de segurança e medidas de higienização dos ambientes.

 

*Portal do Estado RS

Os comentários estão desativados.

error: Conteúdo protegido !!!