Plantão Policial
Foto: Arquivo Pessoal/Divulgação

Desaparecimento de menino em Planalto completa uma semana

21 de maio de 2020 Celular da criança será periciado na intenção de extrair qualquer informação que possa indicar o motivo do sumiço!


Curta e Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

Nesta quinta-feira, 21, está completando uma semana do desaparecimento do menino de 11 anos Rafael Matheus Winques, de Planalto.
Nossa reportagem conversou no início da tarde de hoje com o inspetor de polícia Jackson Consoli, que trabalha na investigação. Segundo ele, o caso é tratado como prioridade pela delegacia de Planalto, pequeno município da região norte do Rio Grande do Sul.

A comunidade está auxiliando a polícia nas buscas pelo garoto. Todos podem fazer isso e não precisam nem comunicar a polícia, desde que seja em lugares públicos ou que tenham autorização do proprietário, em caso de locais privados, disse. —Não há necessidade de ligar para delegacia para fazer isso, só no caso de encontrar algo suspeito. Ai sim, as autoridades policias devem ser chamadas, disse o inspetor.

Rafael Matheus Winques,  está desaparecido desde a última sexta-feira, 15. A mãe do menino, com quem ele residia, disse que a última vez que viu o filho foi na noite de quinta-feira, 14, antes dele entrar para o quarto e ir dormir. No dia seguinte, a mãe foi chamá-lo pela manhã e não o encontrou. Não há sinais de arrombamento na residência, o que leva a crer que ele saiu de casa espontaneamente, disse a polícia.

A família informou à polícia que Rafael, possivelmente, saiu de casa vestindo uma calça de moleton na cor preto e uma camisa do Grêmio. Também relataram a falta de uma quantia em dinheiro, cerca de duzentos reais, que eram do menino e que estava guardado no meio de uma bíblia.

No local não há câmeras de monitoramento, o que dificulta o trabalho da polícia.  Com auxílio de cães farejadores, buscas foram feitas em uma área de mato próxima a residência da família, mas nada foi encontrado. No âmbito da investigação, nenhuma hipótese é descartada. O celular do menino, que ficou na residência, será periciado por uma equipe do Ministério Público, na intenção de extrair qualquer informação que possa indicar o paradeiro dele ou desvendar o motivo do sumiço. Conforme o delegado Ercílio Carletti, responsável pelo caso,  “o menino não possui nenhum histórico de fuga”.

Qualquer informação pode ser repassada as autoridades pelo 190 ou 55-99696-1574 ou 55-3794-2050.

Os comentários estão desativados.

error: Conteúdo protegido !!!