Geral

Discussão sobre o acordo Mercosul e União Europeia reúne agricultores na EXPOINTER

28 de agosto de 2019 Evento foi organizado pela FETAG-RS em parceria com o Canal Rural, com a Assembleia Legislativa do Estado e a Fecoagro!


Curta e Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

Ainda em fase de negociações, o possível acordo a ser firmado entre os dois blocos gera dúvidas em alguns setores produtivos brasileiros, inclusive, na agricultura familiar. Pensando em esclarecer dúvidas dos agricultores, a FETAG-RS em parceria com o Canal Rural, com a Assembleia Legislativa do Estado e a Fecoagro realizou na manhã desta quarta-feira (28) um Fórum para discutir os termos do acordo e quais serão os benefícios e os prejuízos ao setor.

Em duas horas de evento, que foi transmitido ao vivo pelo Canal Rural, o presidente Carlos Joel da Silva, recebeu o chefe-geral da Embrapa Gado de Leite, de Juiz de Fora, Minas Gerais; o professor da Faculdade de Ciências Econômicas da UFRGS, Leonardo Xavier da Silva; os deputados federais Alceu Moreira e Heitor Schuch, e o secretário da agricultura familiar do MAPA, Fernando Schwanke, para um debate que contou com a interação do público através do Whatsapp.

Nas falas, cada um teve a oportunidade de expor seus pensamentos e opiniões a respeito do tema. Para os convidados que participaram do debate, existem pontos positivos e negativos, que precisam ser devidamente acordados antes da assinatura do acordo.

Para o presidente da FETAG-RS, Carlos Joel da Silva, “o acordo envolve um bloco comercial responsável por 25% de todas as negociais mundiais. Vendo por esse lado, é positivo”. Joel completa dizendo que, por outro lado, “é preciso ter conhecimento total do acordo, sabendo o que precisamos fazer para acessar esses mercados. Precisamos nos preparar para acessar esse mercado”.

Na opinião de Joel, não é possível repetir o que aconteceu com o Mercosul, que beneficiou algumas cadeias, mas prejudica muito a agricultura, principalmente no leite, no arroz e no alho. “O Mercosul é bom no papel, na prática não é tão bom assim. A FETAG-RS não é contra o acordo, desde que seja bem alinhado em todos os aspectos”.

* FETAG-RS

Os comentários estão desativados.

error: Conteúdo protegido !!!