Geral
Foto: Avinash Lodhi | Reprodução

Foto de macaco com expressão de sofrimento e segurando um filhote não foi tirada na Amazônia

23 de agosto de 2019 A imagem foi registrada pelo fotógrafo indiano Avinash Lodhi em Jabalpur (centro da Índia)


Curta e Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Á medida que uma grave onda de incêndios florestais atinge a Amazônia, diversas fotos que supostamente mostram a situação atual das queimadas viralizaram nas redes sociais com as hashtags #PrayForAmazonas e #PrayForAmazonia.

Preocupados com a preservação da floresta, usuários de redes sociais, inclusive com contas verificadas, compartilharam milhares de vezes imagens antigas e de outras localidades atribuindo-as à condição atual da Amazônia.

De fato, os focos de incêndio no Brasil aumentaram 84% este ano em comparação com o mesmo período de 2018 devido às queimadas na região amazônica, segundo dados do Programa de Queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Ainda segundo o Inpe, entre janeiro e agosto de 2019 foram registrados 72.843 focos de incêndio, frente aos 39.759 neste período de 2018.

O número até terça-feira (20) era o maior desde 2013 no mesmo período. No entanto, muitas fotos foram tiradas de contexto, como se pode ver a seguir:

Sofrimento dos animais

A fotografia (no topo desta matéria) que mostra um macaco com expressão de sofrimento supostamente segurando o seu filhote morto nos braços não foi tirada na Amazônia, nem sequer no Brasil, como sugerem algumas publicações.

Na realidade, a imagem foi registrada pelo fotógrafo indiano Avinash Lodhi em Jabalpur (centro da Índia). Além disso, Lodhi indicou ao jornal Telegraph que o filhote havia apenas tropeçado e não estava morto.

A imagem na qual é possível ver um coelho com o pelo queimado tampouco foi registrada na Floresta Amazônica.

Trata-se do incêndio Woolsey, ocorrido perto de Malibu, na Califórnia, em novembro de 2018. Esta fotografia foi tirada por Chris Rusanowsky para o Shutterstock.

Fonte: AFP

Os comentários estão desativados.

error: Conteúdo protegido !!!