Geral

Homem perde veículo de R$ 30 mil em golpe pela internet

4 de julho de 2019 Falso comprador pegou carro após simular depósito de cheque em conta. Dois dias depois, ao consultar saldo, vítima viu que foi alvo de estelionato


Curta e Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

A lista de golpes aplicados pela internet não para de crescer. Já são muitos os que envolvem sites de venda. Em alguns, as vítimas em potencial estão entre compradores. Em outros, em meio aos anunciantes. Foi o caso do gerente de uma empresa de limpeza e conservação Leandro Pereira Linhares, morador de Rio Pardo, município do Vale do Rio Pardo. Ele foi lesado em R$ 30 mil na venda de um carro.

Há duas semanas, Linhares anunciou um Gol G6, ano 2014, para venda, por R$ 30 mil, no site OLX. Logo depois, em 24 de junho, recebeu o primeiro contato de um interessado e, após dois dias, o suposto comprador, alegando residir em Garibaldi, na Serra, o procurou pessoalmente.

— Ele apareceu, experimentou o carro e disse que compraria — conta o gerente.

“O cara é muito ator, interpretou um colono”

O interessado disse que seu pai havia depositado, em uma agência na cidade serrana, o valor pedido pelo automóvel na conta de Linhares. O gerente, então, utilizou o aplicativo de seu banco, no celular, para verificar o saldo e percebeu diferença de R$ 30 mil.

Confiante que o depósito havia sido concretizado, no mesmo dia, Linhares foi a um tabelionato com o comprador e encaminhou a transferência da propriedade do veículo. Dois dias se passaram e, ao retirar novo extrato bancário, percebeu que o saldo havia voltado a ser o anterior. Só então deu-se conta de que, na consulta feita no dia da venda, não havia observado a informação de que o cheque de R$ 30 mil estava em compensação. Sem fundo, a ordem de pagamento foi devolvida.

— O cara é um ator muito bom. Ele interpretou um colono simples, que trabalhava com tambo de leite, e confiei — explica Linhares.

O caso foi registrado como estelionato na Delegacia de Rio Pardo e está sendo investigado.

— Infelizmente, têm muitas pessoas caindo em golpes aplicados via sites de vendas, e este é um dos casos. Estamos planejando com a Câmara de Vereadores e com o comércio um evento para dar dicas à comunidade, de como evitar ser vítima dessas fraudes — afirma o delegado Anderson Faturi.

No caso de Linhares, de acordo com o delegado, “um cuidado” por parte da vítima poderia ter evitado o prejuízo.

— Só entregue ou transfira o bem negociado depois da confirmação do pagamento que, nessa situação, seria a compensação do cheque — previne.

Mesmo sem dar detalhes, para não atrapalhar as investigações, o delegado garante que as apurações do caso do golpe sofrido pelo gerente “estão adiantadas”.

Contraponto

O que diz a empresa:
A OLX esclarece que não teve acesso a detalhes deste caso e, por isso, não foi possível investigar ou tomar as devidas providências com relação a este caso em específico.  A empresa disponibiliza espaços para que usuários possam anunciar e comprar produtos e serviços de forma rápida e simples. Diariamente, por volta de 500 mil anúncios são inseridos na plataforma. Toda a negociação é realizada fora do ambiente do site e do aplicativo, portanto, a empresa não faz a intermediação nem participa de qualquer forma das transações, que são feitas diretamente entre os usuários.

A ferramenta foi criada para auxiliar no desenvolvimento social e econômico do país e os usuários devem respeitar os Termos e Condições de Uso do site. Infelizmente, eventualmente as ferramentas disponíveis no mercado são utilizadas por terceiros de má índole. A OLX condena este tipo de atitude, pois ela vai contra as regras da empresa.

E por mais que as transações sejam realizadas fora do ambiente do site e aplicativo, a empresa preza em proporcionar uma boa experiência aos seus usuários. Para isso,  oferecedicas para o momento da compra ou da venda e disponibiliza ferramentas para aprimorar a plataforma constantemente.

Em parceria com o Itaú Unibanco, a plataforma oferece a ferramenta Compra e Venda Protegida, um serviço que guarda o sinal da transação de um veículo até que as partes envolvidas autorizem o pagamento para o vendedor. Isso proporciona um prazo para que as partes façam as conferências necessárias – documentos, verificação mecânica no automóvel etc. – antes de finalizar a transação.

Vale ressaltar que a empresa disponibiliza um botão de denúncia em todos os anúncios publicados, possibilitando que qualquer pessoa denuncie eventuais práticas irregulares ou conteúdos indevidos. Identificada a irregularidade, a OLX conta com uma equipe especializada que atua sobre as denúncias, deletando os anúncios e banindo o mau usuário da plataforma.

A OLX reitera, ainda, que está sempre à disposição das autoridades para colaborar no que for necessário para a apuração dos fatos.

*GaúchaZH

Deixe seu comentário

error: Conteúdo protegido !!!