Geral
Imagem créditos: Arquivo

Preço de exportação de carne suína alcança maior patamar

9 de agosto de 2019 “O preço médio das exportações segue em ascensão"


Curta e Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O preço médio de exportação de carne suína alcançou o seu maior patamar nos últimos 12 meses, segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). Além disso, o volume de exportações brasileiras de carne suína aumentou 19,6% nos primeiros sete meses de 2019, apesar de uma queda de 0,4% em julho.

O Brasil exportou 414,5 mil toneladas de carne suína de janeiro a julho, equivalente a uma receita de US$ 847,7 milhões. “O preço médio das exportações segue em ascensão. Em janeiro, estava em US$ 1,886 mil por tonelada. Em julho, chegou a US$ 2,179 mil por tonelada, maior patamar registrado nos últimos 12 meses”, disse o presidente da ABPA, Francisco Turra, em nota”.

De acordo com a CarneTec Brasil, em julho, as exportações somaram 67,9 mil toneladas, o maior saldo mensal registrado em 2019 e o faturamento com os embarques somou US$ 148 milhões, alta de 24,1%. “O forte desempenho das exportações de carne suína em maio, junho e julho elevaram a média do ano para números próximos de 60 mil toneladas, indicando tendência de crescimento nas exportações do segundo semestre”, disse o diretor executivo da ABPA, Ricardo Santin.

Nesse cenário, o BTG Pactual espera que a demanda da China deva ter um impacto ainda maior nas exportações brasileiras do produto neste segundo semestre. “Continuamos positivos quanto ao setor de proteína animal. A JBS continuar sendo nossa principal escolha (top pick entre as ações do setor) juntamente com a Minerva, enquanto permanecemos com recomendação neutra para BRF e Marfrig”, escreveram os analistas do BTG.

Por: AGROLINK –Leonardo Gottems

Os comentários estão desativados.

error: Conteúdo protegido !!!